Imprimir

Outono e o cuidado com as plantas

Começa hoje, 20 de março, o Outono do Hemisfério Sul. A estação caracteriza-se por uma temperatura mais amena. As árvores e plantas em geral começam a sua transformação para a floração da Primavera. Diferente do que muitas vezes se acredita, porém, esta não é a estação ideal para podas drásticas (nem o Inverno). As plantas estão se preparando para ‘hibernar’ e, portanto, com um ritmo de crescimento desacelerado. As temperaturas mais baixas não contribuem para a devida cicatrização até a próxima estação, que é a mais fria. Apesar do excesso de folhas que invadem os jardins durante o outono, os jardineiros de plantão devem resistir à ‘tentação’ de promover uma poda radical nas plantas. Nesta época do ano a tarefa merece atenção! Podar agora pode prejudicar a floração de plantas no inverno ou início da primavera. Podas educativas (aquelas que dirigem o crescimento das folhagens) também não são recomendadas.

A poda de tratamento e limpeza, típica de auxílio ao controle de pragas e doenças, ou de remoção da folhagem amarela são as indicadas para o outono e inverno, quando necessárias. Para o controle de enfermidades dos ramos, como cochonilhas ou fumagina, a poda de tratamento tem efeito benéfico. Caso a planta esteja saudável, o certo é fazer apenas uma poda de limpeza, retirando folhas amareladas e galhos secos para favorecer a penetração dos raios solares entre os galhos da planta. Essa poda de limpeza é especialmente indicada para as cercas vivas.

De maneira geral, as plantas no outono perdem uma boa parte de suas folhas, o que oferece uma ótima oportunidade para verificar as condições das plantas que precisam de suporte, tutores e treliças.Verifique as condições gerais destes apoios e aproveite para corrigir a condução dos ramos que cresceram durante o verão, sem fazer cortes e podas de correção, eliminando apenas os ramos que apresentarem algum problema sério (como quebra ou ataque maciço de insetos ou pragas).

Poda de limpeza sem erros

Com tesouras de pontas finas é possível alcançar áreas de acesso mais difícil em arbustos e cercas vivas, mas para hastes lenhosas é essencial usar uma tesoura de poda adequada, para não “mastigar” os caules. Use ferramentas sempre muito bem afiadas, evitando danificar as plantas. Para podar folhas mortas, faça um corte limpo, na extremidade do pecíolo, exatamente onde a haste da folha encontra o ramo.

 

*Com informações de Jardineiro.net 

{lang: 'pt-BR'}

Deixar uma resposta

-->