Imprimir

Gosta de poesia? Ou não. Poeme-se!

“Todos os dias deveríamos ler um bom poema, ouvir uma linda canção, contemplar um belo quadro e dizer algumas bonitas palavras.”

A frase que inicia este post é bastante conhecida, atribuída ao escritor e pensador do século 18, J. W. Goethe. Se você procurar na Internet (eu fiz isso pra colher a frase) verá diversas versões, algumas mais coloquiais, outras mais formais como esta que eu reproduzi aqui. Fiquei pensando que no século 18 a linguagem devia ser mais formal… mas como precisar que a frase é mesmo do pensador alemão e é essa a tradução? Não sou uma expert em Goethe, nem em literatura ou filosofia alemã e não encontrei a referência – se você souber e quiser acrescentar, é bem vindo, claro.

O fato é que a frase diz muito, ainda mais nos dias de hoje, onde tudo é acelerado e muitas vezes esquecemos da contemplação de coisas belas. Bom, a proposta aqui hoje é exercitar essa (muitas vezes esquecida) ‘atividade’ de contemplar e a sugestão é a poesia. Talvez também estimulado pelos tempos rápidos de hoje, refletidos na Rede, é possível encontrar facilmente trechos ou pensamentos ‘soltos’ de autores famosos pela Internet. Alguns catedráticos se opõem, pois a ideia sai do seu contexto. Às vezes é de torcer o nariz mesmo, quando a gente sabe que não é daquele autor. Mas deixemos o preciosismo de lado e pode ser divertido, leve e despretensioso pescar estas frases por aí e transforma-las numa mensagem simples, rápida e que encaixa com algum momento certo para ela.

Esta é a proposta do Blog Poeme-se. Unidas a fotos, as frases formadas como um past up*  já dão a ideia de um recorte de poesia. As imagens unem a proposta de contemplar um quadro. E pronto. Foi assim, porque a simplicidade é muito legal mesmo, que a página do facebook vem ganhando cada vez mais adeptos. A mensagem é simples e bonita e tem poesia, tem trecho de música, trecho de livro… Tudo curtinho e gostoso de ler e ver. A coisa deu tão certo que o pessoal de lá se prepara para uma exposição, que começa amanhã, 30/05 e vai até 06/06, no Kabul Bar, em São Paulo (veja a página do evento aqui). E seguem mais alguns dos trechos de poesia que você vai encontrar por lá. Aprecie.

 

 

 

 

*Past up consiste em colar lâminas de texto no tamanho das colunas previamente definidas pelo projeto gráfico de um jornal. Isso antes da tecnologia. Então, precisava recortar com estilete as tiras de textos e ir ajustando as colunas nos espaços. Na maioria das vezes era necessário cortar e colar as últimas linhas ou mesmo letras, para acertar o formato visual pretendido. (Imagina o trabalho…)

{lang: 'pt-BR'}

Deixar uma resposta

-->